sábado, 15 de outubro de 2016

Próxima Assembleia, de 2017, incentiva Testemunhas jovens a mentir sobre homossexualidade

(Traduzido de JWSurvey) Guerra teocrática tem sido um aspecto controverso da teologia da Torre de Vigia. Muitas vezes vestida com eufemismo e jogos de palavras para amenizar o ensino, a doutrina da guerra teocrática essencialmente se resume nisto: 
É considerado aceitável mentir para não-Testemunhas se o resultado final irá beneficiar a organização Torre de Vigia, ou protegê-la de um possível dano.

Até recentemente, esta prática de dar à Testemunha uma “licença para mentir” tinha sido confinada a batalhas judiciais. Um exemplo recente e bastante notório disso aconteceu durante a Comissão Real Australiana, onde o membro da filial da Torre de Vigia, Terrence O’Brien, foi flagrado mentindo sobre o papel do membro do Corpo Governante Geoffrey Jackson, a fim de proteger Jackson de ter que depor. 

No entanto, parece que esta prática está se infiltrando cada vez mais na vida regular da Testemunha.  De fato, um esboço de discurso para a próxima Assembleia de Circuito de 2017 parece encorajar diretamente Testemunhas a mentir, para o público em geral, sobre os ensinamentos da Torre de Vigia sobre homossexualidade.

Um discurso de duas demonstrações

Todos os discursos da Assembleia de Circuito de 2017 vazaram e podem ser acessado no excelente site  http://avoidjw.org/ sob o tema: "2016 Regional Convention”.  Nesses esboços, há uma série de coisas “preciosas” para se comentar,  mas o que estamos discutindo aqui é o discurso de número 9, para a primeira Assembleia de um dia de 2017, que intitula-se: Jovens: Provem que Jeová é se melhor amigo. O discurso começa instruindo os jovens TJs a mostrar seu amor a Jeová seguindo, ao é da letra, uma vasta série de ditames de comportamento que a Torre de Vigia elabora, e então passa a informá-los de que outra maneira de mostrar amor a Deus é por defender as “Suas normas justas” quando elas forem questionadas.

Vemos então uma demonstração de como isso é feito.
São, na verdade, duas demonstrações, ambas baseadas na mesma situação. Uma jovem Testemunha chamada Hannah está explicando a posição da Torre de Vigia sobre a homossexualidade a uma não-Testemunha chamada Emily. A primeira demonstração é uma forma de como não fazer; a segunda é a maneira “correta” de lidar com a situação.

O comportamento de Hannah na primeira demonstração é terrível.

No entanto, seu comportamento na segunda é ainda pior.

Versão 1: A Testemunha intolerante

A primeira demonstração é bastante curta
Emily: Eu acho tão legal que Ashley e Jessica tenham se assumidas como lésbicas, não é? 
Hannah (Careta): Eu acho que elas são nojentas. 
Emily: Uau, Hannah, isso soa tão preconceituoso! É o que você pensa  ou apenas o que diz sua religião? 
Hannah: (De repente) É o que diz a Bíblia, Emily. Lésbicas são repugnantes. 
Emily: (sarcástico) Ah, é!

Claro, Hannah não usou de tato aqui, mas, essencialmente, ela descreveu com precisão a doutrina da Torre de Vigia que diz respeito à comunidade LGBT.  Se alguém tem qualquer dúvida, basta verificar as palavras de Anthony Morris III, um membro do Corpo Governante da Torre de Vigia e alguém que as Testemunhas têm que obedecer sem questionar.

E para provar que ATM III não é apenas um louco que não representa o ensino da Torre de Vigia como um todo, confira um extenso artigo de Paul Grundy em JWFacts.com, que entra em muitos detalhes a respeito de como a Torre de Vigia tem falado sobe a questão dos direitos LGBTs.  Em um ponto, Grundy apresenta a seguinte lista, bem difícil de refutar.

A Torre de Vigia descreve a homossexualidade como:
  • Repugnante, sexualmente degradante, não natural, sórdida (A Sentinela de 15 de março de 2012, página 31).
  • Uma perversão sexual antinatural (Despertai! de 8 de dezembro de 1997, página 14,15).
  • Doente e pervertida (Despertai! de 8 de julho de 1989, página 27).
  • Horrível, violenta, e francamente sádica (Despertai! de 22 de fevereiro de 1995, página 14). 
  • Apetites sexuais vergonhosos, obscenos (Verdadeira Paz e Segurança, página 150).
  • Digno da pena de morte (Despertai! de 22 de dezembro de 1982, página 10).
  • Desejos pervertidos (Despertai! de 8 de julho de 1989, página 27).
  • Detestáveis para Jeová, vil, repugnante (A Sentinela de 1 de janeiro de 1980, páginas 25, 26). 


Assim, não admira que Hannah, uma Testemunha de Jeová formada em tal ambiente, reagiria com ira e aversão à notícia de que duas mulheres tornam públicas a sua verdadeira identidade sexual.

No entanto, o narrador do drama corta neste ponto e pergunta:

Hannah poderia ter feito um trabalho melhor em expressar os padrões de Deus, de uma forma mais clara e mais atraente para Emily? Vamos dar-lhe outra chance:
Mais claro! Eu acho que Hannah foi perfeitamente clara, dado o que sabemos dos ensinamentos da Torre de Vigia sobre o assunto. Mais atraente? Bem...Já que Emily parece acreditar que a sexualidade de uma pessoa não é um assunto para desprezo ou ódio, pode ser difícil fazer a mensagem da Torre de Vigia, sobre o assunto, parecer mais atraente sem comprometer a clareza.
A menos que...

Espera.

Hannah não vai mentir, vai?

Sim, ela vai.

Ela vai mentir com sinceridade.

Versão 2: A Testemunha intolerante que mente sobe o assunto

Emily: Eu acho tão legal que Ashley e Jessica tenha se assumidas como lésbicas, não é?
Hannah: (Calmamente) Bem, eu respeito Ashley e Jessica, mas não posso dizer que eu aprovo o que eles estão fazendo.
Emily: Uau, Hannah, isso soa tão preconceituoso. É o que você pensa ou apenas o que diz sua religião? 
Hannah: É o que penso, Emily, mas está baseado na Bíblia. Sabe, algumas pessoas pensam que a Bíblia diz coisas sobre como os homossexuais devem ser tratados, mas que realmente não está lá. 
Emily: O que você quer dizer? 
Hannah: Por exemplo, a Bíblia diz que devemos respeitar todas as pessoas, independentemente da sua preferência sexual.

O quê?!

Onde?

Onde se diz isso, Hannah?

Onde a Bíblia diz que devemos respeitar todas as pessoas, independente da sua preferencia sexual? Mostre-me a escritura, Hannah. Eu espero...
Ok, você não encontrou nenhum. Isso porque ele não está lá. E você sabe que não existe. No entanto, posso mostrar-lhe passagens da Bíblia afirmando explicitamente que os homossexuais devem ser mortos. Por uma questão de justiça, vou usar a própria Bíblia das Testemunhas de Jeová, conhecida como Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, que está disponível no seu próprio site JW.ORG.
Levítico 18: 22: Não tenha relações sexuais com um homem, assim como se costuma ter com uma mulher. É um ato detestável. 
Levítico 20: 13: Não tenha relações sexuais com um homem, assim como se costuma ter com uma mulher. É um ato detestável.
Os dois versículos acima fazem parte do código de leis do antigo Israel. E a lei é muito clara: os homossexuais devem ser mortos. Sem rodeios, sem desculpas. Morte aos gays!
Ela não fica melhor depois da vinda de Cristo. Enquanto o próprio Jesus não aborda o assunto, o apostolo Paulo não hesita em comentá-lo.
1 Coríntios 6: 9, 10: Ou será que vocês não sabem que os injustos não herdarão o Reino de Deus? Não se enganem. Os que praticam imoralidade sexual, os idólatras, os adúlteros, os homens que se submetem a atos homossexuais, os homens que praticam o homossexualismo, os ladrões, os gananciosos, os beberrões, os injuriadores e os extorsores não herdarão o Reino de Deus.

Segundo a teologia da Torre de Vigia, não herdar o reino de Deus significa que você será destruído no Armagedom. Em outras palavras, na medida em que Hannah entende, Paulo aqui está dizendo que gays novamente merecem morrer, embora aos cristãos sejam ordenado que deixem a matança para Deus e seus anjos celestiais. E se você estiver em dúvida quanto a saber se a posição geral de Paulo sobre os gays tinha suavizado desde os dias do antigo Israel, aqui ele está discutindo eventos passados na história judaica que veio antes da chegada de Jesus Cristo, e “realização e cumprimento da lei Mosaica”, como a Torre de Vigia ensina.

Romanos 1: 26, 27: É por isso que Deus os entregou à paixão desenfreada e vergonhosa, pois tanto as mulheres entre eles trocaram o uso natural de si mesmas por outro contrário à natureza, como também os homens abandonaram o uso natural da mulher e ficaram violentamente inflamados de paixão uns pelos outros, homens com homens, praticando o que é obsceno e recebendo em si mesmos a plena punição pelo seu erro.

Agora, não se tem por objetivo entrar em uma discussão extensa sobre a forma como estes versículos deviam ser aplicados ao cristianismo e ao judaísmo como são aplicados hoje. O ponto é que simplesmente existem estes versículos, e Hannah negar que eles existem, alegando a existência de uma passagem mítica, invisível, que ensina o respeito para com todas as orientações sexuais é simplesmente engano calculado - descarado, puro e  simplesmente.

No entanto, Hannah está apenas se aquecendo, com sua “camuflada verdade tática”. A demonstração continua.

Emily: Mas eu pensei que você estava com preconceito contra gays e lésbicas. 
Hannah: Não, não, eu rejeito conduta homossexual, não as pessoas.
Outra mentira descarada.


Jovens Testemunhas de Jeová são incentivados a mentir e deturpar sua intolerância para pessoas homossexuais
Como uma Testemunha de Jeová, a Hannah é absolutamente necessário rejeitar as pessoas homossexuais.  Se um de seus amigos Testemunha ou um familiar torna pública a sua homossexualidade, Hannah teria que evitá-lo como se fosse um morto. Mais ainda, mesmo que ela conhecesse um homossexual que não é Testemunha de Jeová batizada, espera-se dela que se abstenha de qualquer associação próxima com ele. Se ela mantém relação social com amigas lésbicas, ou mesmo que tenha tido um contato mínimo, ela logo seria chamada à sala dos fundos do Salão do Reino para se explicar aos anciãos.
Hannah sabe disso. Hannah está mentido.
Emily: Eu não entendo. 
Hahhah: Bem...(pausa) Eu também escolhi não fumar. Na verdade, acho esse hábito doentio. Mas suponha que você fosse fumante. Eu não seria preconceituosa com você em razão de seu ponto de vista, assim como o seu não seria preconceito contra mim, certo?
Isso é realmente uma má analogia. Em primeiro lugar, toda a questão do tabagismo é algo que você faz, ao passo que a identidade sexual é algo que você é, uma parte de sua biologia que nasce com você. Uma melhor analogia seria comparar a sexualidade com a cor da pele.
Emily: Eu não entendo.

Hannah: Bem... (pausa) Eu não optei por ter a pele morena. Na verdade, acho doentia essa preocupação com a pele morena. Mas suponha que você tenha a pele morena. Eu não seria preconceituosa com você por seu ponto de vista, assim como o seu não seria preconceito contra mim do meu ponto de vista, certo?
Observe como a analogia vem colapsando, tanto moral como logicamente, quando apresentado dessa forma.

Além disso, há o fato de que Hannah deveras tem preconceito contra fumante. Como Testemunha de Jeová, é necessário que Hannah evite qualquer Testemunha fumante como se ela estivesse morta.  Do ponto de vista da Torre de Vigia, fumar é tão ruim quanto a homossexualidade.

No entanto, não está tudo terminado; Hannah tem ainda uma mentira para contar, e é uma grande mentira.
Emily: Eu acho que sim.  
Hannah: É o mesmo que acontece com os pontos de vistas diferentes sobre a homossexualidade. Baseado no que aprendi na Bíblia, optei por rejeitar a homossexualidade, e aprecio aqueles que respeitam meu direito de fazer essa escolha.
Hannah acredita que todos têm o direito de escolher, exceto que, se um companheiro Testemunha escolher algo diferente dela, ela vai puni-lo com ostracismo social. Isso é como dizer: “Eu respeito totalmente o seu direito de escolher cruzar esta linha ou não. A propósito, se você cruzar, vou atirar em você na sua cabeça. Mas você tem todo o direito de cruzar esta linha”.  Para não falar no fato de que Hannah acredita que praticamente todos os homossexuais merecem morrer. E serão mortos no Armagedom pelas “mãos” de Anthony Morris, que agirá sob as ordens de Jeová.

Em outras palavras, Hannah não acredita que todos têm o direito de escolher; ou você escolhe viver conforme a escolha dela, ou escolhe ser comido por verme.
Além disso, Hannah aprecia aqueles que respeitam sua escolha por rejeitar a homossexualidade, mas ela própria não vai estender esse mesmo respeito a outros. Se um colega Testemunha decide viver em harmonia com a sua orientação homossexual, Hannah vai evitá-lo como se estivesse morto. Mas ela própria, apesar de intolerante, acha que é civilmente aceitável ser tratada com luva de pelúcia, e não pelo que realmente ela é.

A demonstração termina com Emily dizendo:
Emily: Eu nunca pensei sobre isso dessa forma.

Isso porque Hannah usou uma mistura de mentira e duplipensar  para enganar você, Emily. Na primeira demonstração, quando Hannah lhe disse que sua religião realmente ensina, você ficou furiosa.

Basicamente o que consta nesta demonstração é nada mais que uma enxurrada de mentiras descaradas, destinadas a enganar uma não-Testemunha, induzindo-a a pensar que a politica da Torre de Vigia para com a comunidade LGBT é mais tolerante e aceitável do que realmente é.

A Torre de Vigia está sob pressão?

Esta não é a primeira vez que a Torre de Vigia mentiu descaradamente para tentar tornar seus ensinamentos sobre a homossexualidade mais aceitável para o público em geral. Uma recente revista, com o tema “Você pode criar bons hábitos”, continha um artigo que empregou táticas semelhantes, tais como comparar a homossexualidade ao fumo, e tentando fingir que a Bíblia não contem passagens que ordenam o assassinato e maus tratos de homossexuais. Para uma análise completa deste artigo, veja o vídeo abaixo, feito pelo fundador do JWSurvey Lloyd Evans.



Bem, é claro que estes artigos e demonstrações são uma resposta ao crescente exame crítico, feito por nações e culturas liberais, sobre o que as religiões estão realmente ensinando a esse respeito. Claramente, um número de Testemunhas de Jeová (talvez especialmente jovens Testemunhas, cujos colegas estão cada vez mais mostrando um forte apoio aos direitos LGBT) entraram em situações embaraçosas e difíceis quando confrontados com esta questão sem ter certeza de como lidar com ela. Daí esta demonstração para ajudá-los a sair da situação embaraçosa... não apoiando o que eles realmente ensinam, mas mentindo ao questionador, deixando-o com uma impressão positiva e falsa desses ensinamentos.

Também acho que a Torre de Vigia pode estar procurando maneiras de fazer suas políticas parecerem mais humanas para os seus próprios membros.  Estou na casa dos meus 30 anos, e conheci pessoalmente várias Testemunhas da minha geração que lutavam para conciliar suas próprias inclinações mais liberais com as experiências da vida real que tiveram como pessoas homossexuais no local de trabalho e em outros aspectos da vida. Assim, esta pode também ser uma campanha destinada à minha geração de Testemunhas e aos mais jovens; uma tentativa de adaptar os ensinamentos para que uma geração, cada vez mais consciente de que os homossexuais são apenas pessoas normais, possa ser capaz de conciliar a sua dissonância cognitiva.
De qualquer maneira, o resultado é irônico: um discurso que ordena os jovens a tomar uma posição firme pelas normas de Jeová... por mentir sobre elas e fingir que elas,  conforme ensinadas pela Torre de Vigia, são mais suaves e gentis do que realmente são .

Guerra teocrática com primor (postagem traduzida com a ajuda do Google Tradutor). 


Conheça melhor as Testemunhas de Jeová lendo o meu livro
Testemunhas de Jeová – o que elas não lhe contam?

Opções de download aqui

17 comentários:

  1. Tantos assuntos que a bíblia diz explicitamente ser algo detestável para Deus e que a maioria dos que se rotulam cristãos,e os piores deles,esses homens dissimulados,mentirosos,cruéis,hipócritas chamado corpo governante e os cegos que o seguem,se apegam nesse...ora! não tem que deixar até os pedófilos nas mãos de Jeová? E vamos falar o que é certo...em termos de educação,gentileza e honestidade,humanidade,a maioria dos Gays poderia dar um curso para o tal de corpo governante e seus discípulos ( não querendo generalizar,porque tem muita gente boa lá,e é por estes que lugares e comentários como este estão aqui,na esperança que algumas dessas almas,possa acordar colocando os olhos aqui e se libertarem dessa opressão maldita,por que do contrário,seriam dignos de ser ignorados completamente,e nosso tempo e vida poderiam ser gastos em usufruir nossa liberdade,evitando sequer lembrar,que um dia fomos reféns nesta masmorra).Desculpe se invadi o teu espaço Lourisvaldo,mas me corrija se estou me equivocando.Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada que corrigir, "anônimo"! É o caso que Jesus disse sobre querer tirar um cisco do olho te teu amigo enquanto tem uma trave me seu olho. O Corpo Governante já devia reconhecer-se inapto para ser guia espiritual de quem quer que seja.

      Excluir
  2. Completando meu comentário: tem tantos assuntos que a bíblia fala como detestável para Deus,mas esses homens com capa de santidade os desconsideram deliberadamente sem nenhum escrúpulo ou vergonha...e em assuntos bem mais simples como pagar imposto a quem exigir imposto,não se meter com a ferramenta de satanás,a ONU (segundo eles próprios),evitar processos por não usar o nome de historiadores,eruditos,geólogos e outras pessoas de renome fora de contexto,não colocar o nome JEOVÁ mais de duzentas vezes no novo testamento,quando a palavra original significa Senhor entre outras centenas de coisas! Porque não fazem um simpósio para reconhecer todos os erros,equívocos (mentiras deslavadas) para o seu rebanho? Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Rsrs...corrigindo agora o ultimo comentário...(já peguei o vício dos tres pontinhos com a Torre,tem coisas que vão nos acompanhar pelo resto da vida) Bem,quis dizer POR colocar o nome de historiadores e outras autoridades fora do contexto.Nas minhas pesquisas descubro sempre um novo caso onde tentaram colocar palavras na boca dessas pessoas.Eu mesma quando oferecia as literaturas,enchia o peito para falar que a pessoa iria conhecer não só o que bíblia dizia sobre aquele assunto,mas o parecer de pessoas de renome em vários campos como a ciência,geologia,história e isso dava a impressão de estar oferendo,além do conhecimento bíblico,o conhecimento secular,o que certamente tirava aquela impressão de sermos bitolados,e estarmos oferendo algo a mais que as outras religiões.Agora sabendo de quantos processos respondem por usar o nome dessas pessoas indevidamente,tudo que sinto,além de indignação,frustração,tristeza...Vergonha!

    ResponderExcluir
  4. Seria igualmente opressivo ter que viver medindo palavras, e com isso não quero dizer que devemos ofender pessoas por ai, só para ser politicamente correto. O politicamente correto também é opressor, censurador, e ditador. Esta historia de que todos os gays são legais, e que o LGBT é mais ético do que muitas instituições é papo furado, todos buscam seus próprios interesses. E era isso que não concordava, em quanto membro, que primeiro; Criassem falas, para não comprometer a organização, e segundo; sincronizar indivíduos, cheios de ambivalências, e ambiguidades aos interesses da organização, e não a organização as necessidades das pessoas. E aqui quero dizer o que realmente me interessa nisso tudo, é que infelizmente cristo como modelo humano de existência foi posto de lado pela religião. O caráter de cristo e seus ensinos foram substituídos por mandados de homens, e pelo fisiologismo institucional, e isso em todas as religiões cristas, e não apenas na organização. Jesus o profeta, o oraculo de Javé nos avisou, e isto é necessário, pois muitos canalhas que se escondem na religião ou fora dela, não poderão usa-la como seu abrigo, pois o único abrigo justificado perante Deus, é o abrigo da Ética Cristã, e não o da religião.

    ResponderExcluir
  5. As testemunhas de Jeová tentam odiar o que Deus odeia e amar o que Deus ama... Então assim como Jeová, elas não odeiam os homossexuais, elas apenas odeiam as práticas dessas pessoas...
    Em Mateus 24:9 Jesus Cristo falou que os cristãos verdadeiros seriam odiados por levar o nome dele... E elas tentam cumprir perfeitamente as palavras da biblia, claro que somos imperfeitos, então também erramos mais nós sabemos bem que João 8:44 fala que quem mente é filho do Diabo...
    Ah e só pra deixar claro seita é uma religião que não se baseia na biblia, e vocês mesmo sabem que as testemunhas de Jeová usam a biblia até mesmo pregando de casa em casa..
    Obrigado
    De nada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Anônimo", eu sei que a Bíblia ordena que se odeie o que é mau, e isso não é o assunto da postagem. Mas já que tocou no assunto, mentir é mau, é coisa do pai da mentira, e o artigo mostra que a própria liderança das Testemunhas está institucionalizando a mentira. Mas se você não considera isso uma mentira, afinal é "guerra teocrática", desconsidere. Tome então as afirmações de décadas passadas, de que a "geração de 14" não passaria. Por cerca de meio século essa mentira foi contada de casa e casa, e milhares de Testemunhas a levaram a sério, inclusive eu. No broadcasting deste mês, Geoffrey Jackson, falando exatamente sobre mentiras, cita um provérbio alemão mais ou menos assim: "Se alguém conta uma mentira, depois quando falar a verdade ninguém acredita." E o que é que você diz? Que esse provérbio vale para todas as religiões, mas não para a religião verdadeira? E sobre usar a Bíblia, não negamos que as Testemunhas de Jeová usam a Bíblia, inclusive no serviço de casa em casa. Isso por si só não ajuda em nada se a mensagem é falsa. A doutrina da "geração de 14", só para lembrar, foi defendida com o uso da Bíblia.

      Excluir
  6. A Única Coisa que eu seu é que eu encontrei a verdade é a organização de Jeová é única não tem outra organização igual que faz o possível e até o impossível para agradar a Jeová,Uma Vez uma pessoa disse que jamais se negaria a deixar um filho receber sangue,Para agradar um Deus invisível que não está nem ai para ninguém,foi nesse dia que realmente tiver certeza que encontrei a verdade pois as TJ,Obedecem a bíblia obedecem a Deus,Jeová é santo temos que viver em santidade,A matéria desse Site é intolerância religiosa,chama uma organização de mentirosa por seguir a bíblia,Cada um prestará conta de si mesmo!Tenho excelentes provas conviventes de que as testemunhas de Jeová são as únicas que Ensinam a verdade!

    ResponderExcluir
  7. Você sabia que pode ser processado por isso. Por falar mal de uma religião que você juga conhecer.mostrar respeito pelo outros também é obedecer a Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sei que posso ser processado. E aliás é justamente por isso que estou aqui com nome e sobrenome. Qualquer oficial de justiça poderá entrar em contato comigo através de recursos disponibilizados aqui pelo blog. Agora a maioria das Testemunhas de Jeová que aqui vem me fazer ameaça de justiça e cadeia o fazem se aproveitando do anonimato. Uma perda de tempo, pois maior proveito teria se dissesse exatamente quais são as falsidades que há por aqui, pois tudo o que afirmo o faço mediante citações diretas dos livros e revistas da Torre de Vigia.

      Excluir
  8. 2 Timóteo 2
    23 Além disso, rejeite debates tolos e sem sentido, pois você sabe que eles geram brigas. 24 O escravo do Senhor não precisa brigar, mas precisa ser meigo com todos, qualificado para ensinar, precisa se controlar ao sofrer algum mal, 25 e instruir com brandura os que não tiverem uma atitude favorável. Talvez Deus lhes conceda arrependimento, o que os levará a um conhecimento exato da verdade; 26 dessa forma cairão em si e escaparão do laço do Diabo, pois foram apanhados por ele para fazer a sua vontade.

    ResponderExcluir
  9. Quanta mentira nessa postagem... não sou testemunha de jeová, mas sei que isso tudo é mentira. Por que já convivi com pessoas q são . E a proposito sou homossexual e sempre me trataram com carinho!!! Diferente de algumas religioes que jà vem falando que vamos pro inferno,ou morrer rsrs. Em fim, postagem mentirosa e falsa .quanta raiva no coração dessa pessoa... q horror!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Trataram-te com carinho porque você nunca foi Testemunha de Jeová. A postagem é bem específica ao dizer como as Testemunhas de Jeová tratam os irmãos e irmãs que decidem viver sua homossexualidade. Nenhum homossexual praticante é aceito como Testemunha de Jeová, e as Testemunhas que se revelarem homossexuais serão expulsas da religião e desde então tratadas como mortas. Toda esta minha explicação é desnecessária, pois tudo está bem explícito na postagem.

      Mas se ainda assim houver dúvidas, ainda é possível dissipá-las assistindo pessoalmente às assembleias das Testemunhas ou mesmo assistindo aos vídeos disponibilizados pelo site AvoidJW.

      Excluir
  10. Mentira... não fui testemunha batizada ja fui estudante,matriculada na escola do ministerio desde minha infancia e adolescencia
    E tinha meus estudantes. E meus irmãos me tratam da mesma forma,vou para as reuniões visita-los de vez em quando e o tratamento é o mesmo. Saí da congregação mesmo antes da minha opção . E não por causa da doutrina ...cintinuo acreditando no grande amor das TESTEMUNHAS DE JEOVÁ PELAS PESSOAS E POR SEUS IRMÃOS DESVIADOS E PRINCIPALMENTE POR JEOVÁ DEUS. E sempre falo q se tiver q escolher uma doutrina a seguir serà sempre testemunha de jeová!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kelci, peço que leia minha resposta ao comentário anterior, pois para mim se torna cansativo ficar repetindo a mesma explicação para casos idênticos.

      Excluir
    2. APÓSTASIA PESQUISE MEDITE SOBRE ISSO E VEJA O QUE VOCÊ TEM FEITO TEM CONTRIBUIDO PARA O SEU MAL E DOS OUTROS

      Excluir