sábado, 20 de maio de 2017

Em vídeo para o congresso de 2017, Torre de Vigia isenta-se culpa pelo fracasso profético de 1975

(Traduzido de JW SurveyA Sociedade Torre de Vigia de Bíblia e Tratados é notável por fazer declarações proféticas que não se confirmam.

Desde profetizar, por volta de1920 em San Diego, a ressurreição dos patriarcas a declarar que 1874 marcou o início da segunda vinda de Cristo – um estudo atento da história da Torre de Vigia revela muitos e muitos casos de profecias fracassadas.

...A exemplo de 1975.



Para uma análise detalhada da história, por favor verifique este artigo, mas os fatos básicos do caso são que a liderança da Torre de Vigia, na década de 1960, publicou que a cronologia bíblica indicava que 1975 marcaria 6000 anos de existência humana. Assim, ela concluiu que seria muito apropriado se Jeová Deus trouxesse o Armagedom naquele tempo.

Essa crença foi apresentada e ensinada em muitas publicações da Torre de Vigia e em eventos públicos, e assim, uma vez que 1975 passou sem que viesse o Armageddom, as coisas ficaram um pouco ... estranhas.

Enquanto a Torre de Vigia tenha sofrido de fato muitos outros casos de fracasso profético, 1975 permanece como um dos exemplos mais duradouros e embaraçosos das grandes proclamações da religião que não foram cumpridas.


Agora, parece que um dos vídeos para o congresso de 2017, intitulado "Não desista", abordará o ensino de 1975. Ele faz parte de um tema amplo, que tem como objetivo o estímulo a que se permaneça fiel à organização Torre de Vigia, apesar de provas.






No entanto, o vídeo é extremamente enganoso na forma como apresenta para o público os eventos do final dos anos 60 e início dos anos 70

Na verdade, eu diria que se trata de um branqueamento.

Eu vou listar linha por linha as declarações feitas no vídeo sobre 1975 e colocá-las lado a lado com declarações de publicações da Torre de Vigia daquela época, para que você possa fazer o seu próprio julgamento sobre a veracidade deste vídeo, que é uma das falhas mais infames da Torre de Vigia no que diz respeito a esta profecia.


1975: De onde veio a expectativa?

O vídeo começa a discutir o caso de 1975 por volta do tempo 1:43min, quando o personagem-narrador diz:

"Naquela época, alguns estavam olhando para uma determinada data como significando o fim deste velho sistema de coisas."


Agora, em primeiro lugar, é interessante que este vídeo se refere a "uma determinada data", em vez de mencionar especificamente 1975. Na verdade, em nenhum lugar do vídeo o ano ou o ensino é citado de forma explícita. Isso tem o efeito de deixar turva a água; muitas Testemunhas mais jovens nunca ouviram falar deste ensino de 47 anos, e por ser vago, a Torre de Vigia torna mais difícil para elas identificar e pesquisar este incidente. No entanto, muito mais preocupante é a construção da frase:

"Naquela época, alguns estavam olhando para uma determinada data como significando o fim deste velho sistema de coisas."


Quem são esses "alguns"? Nunca somos informados, mas o uso desta palavra sutilmente faz que a doutrina seja desconectada da Torre de Vigia. Dá a impressão de que a expectativa a respeito de 1975 era simplesmente o pensamento de algumas Testemunhas de Jeová infiéis, que espalhavam seus próprios ensinamentos nos fundos dos Salões do Reino. Mas os fatos extraídos das próprias publicações da Torre de Vigia apoiam isso?

Aqui está apenas um punhado de muitas publicações da Torre de Vigia que na época apresentavam a possibilidade de o Armagedom ser plenamente factível em 1975.





Tradução das partes sublinhadas: 

"O calendário que se publicou, como resultado deste estudo independente, dá a data da criação do homem como sendo 4026 AEC. De acordo com esta cronologia bíblica confiável, seis mil anos da criação do homem terminará em 1975 e o sétimo período de mil anos da história humana começará no outono de 1975 EC. Então, seis mil anos de existência do homem na terra em breve estará, sim, dentro desta geração. Assim, em não muitos anos dentro de nossa própria geração, estaremos alcançando o que Jeová Deus poderia ver como o sétimo dia da existência do homem. Quão apropriado seria para Jeová Deus fazer deste sétimo período de mil anos um período sabático de descanso e libertação, um grande sábado sabático para a proclamação da liberdade em toda a terra a todos os seus habitantes! Isso seria bem oportuno para a humanidade. Seria também muito apropriado da parte de Deus, pois, lembre-se, ainda está à nossa frente o que o último livro da Bíblia Sagrada fala como o reinado de mil anos de Jesus Cristo sobre a terra, o reinado milenar de Cristo. Não seria por mera casualidade ou acidente, mas seria de acordo com o propósito amoroso de Jeová Deus para o reinado de Jesus Cristo, o "Senhor do Sábado", fazer que o seu reinado ocorra em paralelo com o sétimo milênio da existência do homem (Liberdade dos Filhos de Deus, de 1966 páginas 26-30).




Tradução das partes sublinhadas: 

"O dia de descanso de Deus é paralelo ao tempo que o homem esteve na terra desde a sua criação? Aparentemente sim. Em que ano, então, os primeiros 6.000 anos da existência do homem e também os primeiros 6.000 anos do dia de descanso dos Deuses chegarão ao fim? Será no ano de 1975. Isso significa que dentro de um número relativamente curto de anos assistiremos ao cumprimento das profecias restantes que têm a ver com o "tempo do fim”. ” (Despertai!  de 8 de outubro de 1966, páginas 19, 20, em inglês).

"Outro orador, F. W. Franz, vice-presidente da Sociedade, exortou à audiência a respeito urgência da obra de pregação cristã. Outro orador, F. W. Franz, vice-presidente da Sociedade, incutiu fortemente na assistência a urgência da obra cristã de pregação. Salientou que, segundo a cronologia bíblica, fidedigna, 6.000 anos da história humana acabarão neste setembro, segundo o calendário lunar. Isto coincide com o tempo em que ‘a espécie humana está prestes a matar-se de fome’, bem como a ser confrontada com o envenenamento pela poluição e com a destruição por armas nucleares. Franz acrescentou: “Não há base para se crer que a humanidade, confrontada com o que agora enfrenta, possa existir durante o sétimo período de mil anos” sob o atual sistema de coisas. Significa isso que sabemos exatamente quando Deus destruirá este velho sistema e estabelecerá o novo? Franz mostrou que não sabemos, porque não sabemos quão breve foi o intervalo de tempo entre a criação de Adão e a criação de Eva, ponto em que começou o dia de descanso de Deus, de sete mil anos. (Heb. 4:3, 4).  Mas, ele salientou que “não devemos pensar que este ano de 1975 não seja de nenhum significado para nós”, porque a Bíblia prova que Jeová é “o maior cronologista” e “temos a data-base de 1914 assinalando o fim dos Tempos dos Gentios”. Assim, prosseguiu, “estamos cheios de expectativa quanto ao futuro próximo, quanto à nossa geração”. — Mat. 24:34 (A Sentinela de 15 de setembro de 1975, página 522).





Tradução das partes sublinhadas: 

"O futuro imediato está certamente cheio de eventos conclusivos, pois este velho sistema está chegando ao seu fim completo. Dentro de alguns anos, no máximo, as partes finais da profecia bíblica relativas a esses "últimos dias" serão concretizadas. “ (A Sentinela de 1º de maio de 1968, página 272).

E se as publicações na época estavam deixando dicas muito claras, alguns dos discursos públicos dados por altos representantes da Torre de Vigia eram bem explícitas. Tomemos por exemplo o seguinte discurso que foi dado no Congresso de Distrito de 1967, em Wisconsin, pelo Superintendente de Distrito Charles Sunutko. (Áudio disponível em jwfacts.com)

"Bem, agora, como Testemunhas de Jeová, como corredores, mesmo que alguns de nós se tenham tornado um pouco cansados, parece algo como se Jeová tenha fornecido carne no devido tempo. Porque ele está diante de todos nós, um novo objetivo. Um novo ano. Algo para alcançar e parece que deu a todos nós muito mais energia e poder nesta explosão final de velocidade para a linha de chegada. E esse é o ano de 1975. Bem, não temos que adivinhar o que significa o ano de 1975 se lermos a Sentinela. E não espere até 1975. A porta vai ser fechada antes disso. Como disse um irmão: "Permaneça vivo aos setenta e cinco" "


Eu poderia continuar com as citações. As publicações da Torre de Vigia da época estavam saturadas com isso. Aqui está um gráfico da Despertai! de 8 de outubro de 1971, que afirma explicitamente que o Reino Milenar de Cristo vai começar no ano 6000 da história humana, ou seja, em 1975.



Como podemos verificar, as Testemunhas vivas naquela época tinham essa expectativa porque a Sociedade Torre de Vigia de Bíblia e Tratados publicava e pregava ensinamentos que cultivavam essa expectativa.

1975 não era produto de Testemunhas de Jeová; era a doutrina oficial da Torre de Vigia.

1975: Quem encorajou Testemunhas a vender casas e parar de trabalhar?

O narrador no vídeo continua dizendo:

"Alguns chegaram a vender suas casas e abandonar seus empregos."

No contexto do vídeo, isso é apresentado como tendo sido uma atitude imprudente. É verdade que as Testemunhas de Jeová vendiam casas, abandonavam o emprego, atrasavam as operações cirúrgicas e assim por diante, porque esperavam que o mundo acabasse. Eu pessoalmente conheço uma família de Testemunhas de Jeová que, nos dias de hoje, ainda sofre um déficit financeiro significativo por causa de ações tomadas nos anos 70, quando venderam propriedades e abandonaram investimentos financeiros.

No entanto, à época, qual foi a resposta da Torre de Vigia ao tomar conhecimento dessas ações das Testemunhas de Jeová? Foi adverti-las contra tal temeridade?

Dificilmente.

Tomemos como exemplo um artigo publicado no Ministério do Reino de maio de 1974.

Sim, desde meados de 1973, tem havido novos auges de pioneiros em cada mês. Nos Estados Unidos, agora há 20.394 pioneiros regulares e especiais, um auge de todos os tempos. Representa 5.190 mais do que havia em fevereiro de 1973! É um aumento de 34 por cento! [...] Não acalenta isso nosso coração? Receberam-se notícias a respeito de irmãos que venderam sua casa e propriedade e que planejam passar o resto dos seus dias neste velho sistema de coisas empenhados no serviço de pioneiro. Este é certamente um modo excelente de passar o pouco tempo que resta antes de findar o mundo iníquo (Nosso Ministério do Reino de julho de 1974, páginas, 3,4, debaixo do tema “Como usa sua vida? ”). 

Longe de aconselhar a cautela, ou apresentar tal atividade como imprudente, a Torre de Vigia ativamente encorajou as Testemunhas a vender suas casas e abandonar seus empregos, devido ao "pouco tempo que resta". Em outras palavras, a Torre de Vigia, em 2017, está reprovando a conduta das Testemunhas de Jeová que, àquela época, estavam simplesmente fazendo o que a própria Torre de Vigia lhes incentivou a fazer. 

1975: Quem soou uma nota de cautela?

O narrador continua:

"Confesso que estava ansioso para ver este velho sistema desaparecer, mas algo não me pareceu direito. Tanto em reuniões como em meu estudo pessoal, fui advertido do que Jesus disse: 'Ninguém sabe o dia ou a hora'."

Novamente, isso é exato? As Testemunhas foram lembradas nas reuniões desta advertência no contexto de tentar dissipar quaisquer expectativas prematuras sobre 1975? Vamos dar uma olhada em um desses parágrafos, que faz parte de um artigo que claramente fazia insinuações a respeito de um possível Armagedom em 1975 e usava a cronologia bíblica alimentar essa expectativa.




Tradução: 

Uma coisa é absolutamente certa, a cronologia da Bíblia reforçada com a profecia bíblica cumprida, mostra que seis mil anos de existência do homem logo chegarão ao fim, sim, dentro desta geração! (Mateus 24:34). Portanto, este não é tempo de ser indiferente e complacente. Este não é o momento para brincar com as palavras de Jesus que "acerca daquele dia e daquela hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, mas unicamente o Pai." (Mateus 24:36). Pelo contrário, é um momento em que se deve estar profundamente ciente de que o fim deste sistema de coisas está rapidamente chegando ao seu fim catastrófico. Não se engane, basta que o próprio Pai conheça tanto o "dia e a hora"! (A Sentinela de 15 de agosto de 1968, página 494, sob o tema: “Por que você está olhando para 1975? ”).

Vemos mais uma vez que, em vez de a Torre de Vigia soar uma nota de cautela às Testemunhas de Jeová, ela faz exatamente o oposto. Em reuniões, às Testemunhas estavam sendo dito de forma explícita que não deviam usar essas palavras de Jesus Cristo para levantar dúvidas.

Tecnicamente, o irmão deste vídeo vai contra o conselho do Corpo Governante daquela época.

O que teria acontecido ao irmão do vídeo caso ele tivesse expressado essas dúvidas sobre as expectativas a respeito de 1975, e usado essas palavras de Jesus Cristo para apoiar seu argumento? Num pior cenário, se ele expressasse isso publicamente e não cedesse, podia ter sido desassociado por apostasia.

1975: Quem assumiu a responsabilidade?

O vídeo de 1975 conclui com o narrador dizendo:

"Depois que esse ano veio e se foi, a maioria daqueles que tinham expectativas erradas fizeram os ajustes necessários".

Novamente, o uso destas palavras infere que o assunto foi culpa de Testemunhas individuais, que “corriam à frente da Carruagem de Jeová", enquanto vimos que todas as evidências mostram claramente que essas expectativas erradas vieram como resultado direto das publicações oficiais da Torre de Vigia e por meio de discursos públicos. O número de membros para 1976 e anos posteriores mostra que muitos deixaram a religião como resultado deste fracasso profético. Outros sofreram em termos de perda de renda, propriedade, oportunidades de vida, cirurgias adiadas e a escolha de adiar ter filhos.

A Torre de Vigia fez ajustes? Alguma vez pediu desculpas pelo que era claramente um grande erro de julgamento que essencialmente equivalia a falsa profecia? Será que alguma vez reconheceu a dor e o sofrimento que essas previsões precipitadas, que eram contrárias ao conselho bíblico, infligiram a muitas Testemunhas fiéis que agiram de boa-fé segundo o que lhes foi dito?

Vejamos.

Cinco anos mais tarde, a revista A Sentinela declarou o seguinte:.

Quando foi publicado o livro Vida Eterna — na Liberdade dos Filhos de Deus e seus comentários sobre quão apropriado seria se o reinado milenar de Cristo fosse paralelo ao sétimo milênio da existência do homem, criou-se muita expectativa sobre o ano de 1975. [...]. Infelizmente, porém, ao lado de tal informação acauteladora, publicaram-se outras declarações que davam a entender que tal cumprimento da esperança até aquele ano era mais uma probabilidade do que mera possibilidade. (A Sentinela de 15 de março de 1980, página 17).

Essas palavras podem parecer uma espécie de desculpa evasiva, e você estaria correto se concluir isso; mas para se obter exatamente isso dá Torre de Vigia, uma organização que historicamente odeia admitir erro, é uma demonstração de quão ruim foi o dano na época.

Foi publicado uma desculpa similar no livro Proclamadores, de 1993, um livro que se esforçou para fornecer uma história abrangente do movimento religioso a partir do século XIX em diante. Embora o livro seja, na realidade, um relato muito branqueado e tendencioso da fundação e crescimento da Torre de Vigia, ele, contudo, aborda a questão de 1975 – provavelmente porque simplesmente não tinha outra escolha, tendo em vista o grande número de Testemunhas do início dos anos 90 que ainda teriam lembranças vívidas do incidente, e notaria qualquer ausência conspícua do livro “oficial” da Torre de Vigia.

O irmão Franz mencionou muitas perguntas feitas sobre se a matéria no novo livro queria dizer que em 1975 o Armagedom teria terminado, e Satanás estaria amarrado. Ele disse, em síntese: ‘Pode ser. Mas não estamos dizendo isso. Todas as coisas são possíveis a Deus. Mas não estamos dizendo isso. E que ninguém seja específico ao falar sobre o que irá acontecer a partir de agora até 1975. Mas, prezados irmãos, a grande questão é: o tempo é curto. O tempo está-se esgotando, não resta dúvida sobre isso. ’ [...]. Todavia, outras declarações foram publicadas sobre esse assunto, e algumas foram provavelmente mais taxativas do que seria aconselhável (Testemunhas de Jeová – Proclamadores do Reino de Deus, página 104).

Novamente, não é exatamente o humilde arrependimento que se esperaria; trata-se de uma declaração cuidadosamente elaborada para ser o menos comprometedor possível, o que claramente não combina com os artigos e discursos que tanto induziram à histeria. No entanto, ambas as citações estabelecem o seguinte fato:

Em 1980 e 1993 a Torre de Vigia admitiu que a culpa era dela, não das Testemunhas de Jeová.

No entanto, agora, em 2017, a mesma organização religiosa está publicando um vídeo que implica exatamente o oposto.

Este vídeo é apresentado de forma a branquear qualquer responsabilidade que tinha a Torre de Vigia pelo fracasso profético, e para classificar como tolas as Testemunhas fiéis da década de 1970, que estavam simplesmente seguindo o ensino e conselho que lhes deu esta organização religiosa.


1975: Por que agora?

Por que a Torre de Vigia discutiu esse tema em um vídeo? Muito parecido com o atual escândalo de abuso infantil, 1975 é um problema que a organização normalmente finge não existir, apenas reconhecendo-o obliquamente quando absolutamente necessário. Então, por que torná-lo assunto de um vídeo deste congresso, que todas as Testemunhas vão ver, embora de forma branqueado, no qual culpa as vítimas e até mesmo evitando declarar a data desacreditada?

Não posso ter certeza, mas posso pensar em duas possíveis razões:

O vídeo enfatiza fortemente a ideia de não servir a Deus com uma data em mente para o Armagedom, e se concentra na necessidade de não desanimar quando as profecias esperadas não se cumprirem. A Torre de Vigia tem lutando para defender seu absurdo ensino da "geração sobreposta", que é totalmente aceito pelas Testemunhas. Esse ensinamento foi adotado na época em que comecei a deixar a religião e lembro-me de como muitas das Testemunhas que eu conhecia estavam particularmente desconfortáveis ​​com ele, admitindo que era difícil "prová-lo da Bíblia". Se as repetidas tentativas da Torre de Vigia de ensaiar as Testemunhas servem de lição, este é provavelmente o caso. Algumas Testemunhas de Jeová podem estar inquietas em razão de que o Novo Mundo, uma vez tão próximo, pareça estar ficando cada vez mais distante a cada dia, e que os ensinamentos usados ​​para estabelecer a sua chegada parecem ficar cada vez mais inconsistentes a cada revisão. Assim, referindo-se ao incidente de 1975 desta forma, a Torre de Vigia pode estar tentando condicionar seus seguidores para mais desapontamentos quando o ensino da geração sobreposto também for abandonado, ou quando outra década passar sem que nenhum Novo Mundo tenha chegado.

Este vídeo também pode ser uma tentativa de reescrever a história de 1975 para que a Torre de Vigia pareça irrepreensível diante desse erro. Isto é possivelmente devido ao fato de que, embora já seja bem reduzido o número de Testemunhas de Jeová que viveram o fracasso de 1975, as Testemunhas mais novas estão se tornando cada vez mais conscientes do embaraço devido à discussão nas fileiras e também decorrente da exposição à internet, onde encontram os tão condenados sites “apóstatas”, bem como comentários on-line no youtube, twitter e assim por diante. Então isso pode ser uma tentativa de minimizar os danos; pode visar apresentar uma "versão aceitável" do fracasso profético às Testemunhas (que estão ouvindo a verdade de outras fontes), mesmo que esta versão entre em conflito com a própria versão da Torre de Vigia publicada anteriormente logo após os eventos.

Qualquer que seja a motivação, eu acho que a palavra final deve ficar com o livro bíblico de Deuteronômio 18:22, onde Deus diz à nação de Israel como Ele ver aqueles que falam falsa profecia:
Quando o profeta falar em nome de Jeová e o que ele disser não acontecer nem se cumprir, então Jeová não falou aquela palavra. O profeta a falou presunçosamente. Você não deve ficar com medo dele.

Parece uma religião que você conhece?

(Esta postagem foi traduzida com a ajuda do Google Tradutor)


Gostaria de conhecer melhor as Testemunhas de Jeová?
Então você precisa ler meu livro
Testemunhas de Jeová – o que elas não lhe contam?
Opções de download aqui




14 comentários:

  1. Olá Lourisvaldo! Que matéria maravilhosa! não tem como ficar uma dúvida sequer...Cada vez mais os líderes desta Seita estão sendo expostos nas suas mentiras, nas suas dissimulações, nas suas teias diabólicas. São expostos à vergonha por suas próprias afirmações. Obrigada por todo esse esclarecimento. Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Essa preocupação com 1975 É uma pura e grande PERDA DE TEMPO! Vocês se apegam deseperadamente a esse detalhe da nossa história só porque esse é um dos únicos pontos falhos que vocês podem apontar o dedo contra nós. Mas vocês deixam escapar o detalhe mais importante: tudo isso aí é PASSADO! PASSADO! As testemunhas de Jeová aprenderam a lição e se corrigiram! Esse 1975 não significa mais nada para nós hoje. Os únicos que mantém esse assunto vivo são aqueles que odeiam as TESTEMUNHAS DE JEOVÁ por causa das VERDADES QUE ENSINAM, as mesmas verdades sobre Jeová e sobre Jesus que sempre ensinaram! Quem se apega a esses erros de entendimento do passado e vivem de passado estão cometendo o mesmo erro que Jesus Cristo repreendeu nos Fariseus hipócritas: COAM O MOSQUITO, MAS ENGOLEM O CAMELO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, OLA!

      Seria muito bom se esse fosse o único ponto falho das Testemunhas de Jeová. Mas infelizmente não é. Por exemplo, você acha que não é um ponto falho terem gritado aos quatro ventos, por cerca e 50 anos, que a "geração de 14" não passaria? Depois que essa professa falsa foi abandonada, em 1995, o CG nunca mais tocou no assunto. Pelo visto quer deixar o assunto cair no esquecimento. Quer que seja PASSADO, como você disse a respeito de 1975. Se o Corpo Governante quer que seus erros sejam esquecidos, quer que fiquem escondidos no passado, por que é que ele não deixa no passado os erros da Igreja Católica, como as Cruzadas e o apoio ao nazismo? Afinal essas coisas aconteceram há muito mais tempo que a falsa profecia sobre 1975, não é mesmo?

      Excluir
    2. Ah, então é isso ??!! A real motivação para quem gosta de ficar apontando o erro de 1975 e outras datas seria apenas o fato de as testemunhas de Jeová exporem os crimes das igrejas cristãs dominantes ?? Então tá! Mas veja só o detalhe que essa sua justificativa deixa evidente:

      1. Todo o "prazer" que você possa ter por repisar esse passado das testemunhas de Jeová está baseado em algo INOCENTE: o erro das testemunhas de Jeová sobre DATAS não passou de um erro de entendimento de um detalhe ligado APENAS À NOSSA GRANDE VONTADE DE QUE O REINO DE JESUS venha LOGO!! Essa é a real motivação do nosso "GRANDE ERRO", desejarmos ardentemente vivermos em um mundo restaurado e purificado, onde não haverá nenhum sinal da corrupção e podridão que domina o nosso mundo hoje! Então vá lá! Nos condene por isso então!
      Agora eu quero ver é você conseguir amenizar OS GRANDES CRIMES cometidos pelas Igrejas durante os séculos, erros esses que as Testemunhas de Jeová expõem por se tratarem não de meros erros de cálculos ou esperanças, mas sim erros DE MORTE, CRUELDADE E SATANISMO quando A IGREJA CATÓLICA MATOU milhares durante sua história com a JUSTIFICATIVA de estarem supostamente agindo com a autoridade de Deus na Terra! Com certeza isso não se compara em nada com as falhas de entendimento das Testemunhas de Jeová no passado. O apoio das Igrejas ao Nazismo: aqui também há um ABISMO de diferença entre as testemunhas de Jeová errarem sobre uma data da volta de Cristo e o PECADO das igrejas COVARDES que abandonaram a obediência a Deus e se curvaram ao instrumento do diabo, os nazistas. Dessa forma as igrejas trocaram a Deus e Cristo pelos Nazistas, enquanto as Testemunhas de Jeová resolveram CORAJOSAMENTE se manterem FIÉIS A DEUS E AO CORDEIRO mesmo que isso custasse suas vidas em campos de concentração! E então ? Quem cometeu o erro mais digno de ser apontado? As TJ, com suas datas que podem ser revistas e corrigidas e abandonadas?? Ou as falsas igrejas, as quais mataram ou consentiram que se matasse milhões de pessoas, crime IMPERDOÁVEL aos olhos de Jeová Deus??? Por isso é que eu digo: Quem faz questão de ficar batendo nessa tecla inútil de erros de interpretação de um assunto tão secundário como as datas, faz o mesmo erro de coar o mosquito e engolir o camelo, pois não se compara um erro de cálculo com o apoio à morte que as falsas religiões carregam e sempre carregarão às vistas de Deus! É por isso que a profecia de Apocalipse revela um dos motivos de Deus eliminar essas religiões no futuro: Apocalipse nos revela que os "pecados de Babilônia se ACUMULARAM ATÉ OS CÉUS" à vista de Deus! Ou seja, Jeová sabe muito bem quais erros são imperdoáveis e que estão sendo acumulados pelas igrejas e por isso vai chamá-las a uma prestação de contas. E ele também sabe que um erro de data motivado apenas pela grande vontade de vivermos no REINO DE DEUS não é erro, é ZELO, o mesmo zelo que a própria Bíblia estimula o povo de Deus ter em relação à vinda do Reino de Deus!
      Por mais que queiram apontar erros nas TJ, os nossos opositores devem se conformar com o seguinte fato: os nossos erros nunca passarão disso: apenas erros de datas e cálculos. Enquanto isso, as igrejas oponentes estão MERGULHADAS EM SANGUE INOCENTE QUE DERRAMARAM, seja por matarem ou seja por apoiarem a matança. AS Testemunhas de Jeová jamais poderão ser acusadas por esses crimes imperdoáveis!

      "Então ouvi outra voz do céu que dizia: "Saiam dela, vocês, povo meu, para que vocês não participem dos seus pecados, para que as pragas que vão cair sobre ela não os atinjam!
      Pois os pecados da Babilônia acumularam-se até o céu, e Deus se lembrou dos seus crimes.>> Apocalipse 18:4-8

      "Jesus diz: “Persisti em olhar, mantende-vos despertos, pois não sabeis quando é o tempo designado.” Marcos 13:33

      Pedro também nos aconselha a ter bem em mente “a presença do dia de Jeová, pelo qual os céus, estando incendiados, serão dissolvidos, e os elementos, estando intensamente quentes, se derreterão”. 2 Pedro 3.

      Excluir
    3. Esta sua resposta era previsível, OLA! É o padrão de resposta que se ver nas revistas A Sentinela e Despertai, quando o CG considera os erros de outras religiões e os seus próprios. Escrevi justamente sobre esse padrão de reposta no final do terceiro capítulo de meu livro. Mas esse tipo de resposta é muito compreensível, tendo em vista que essa é a tendência normal de qualquer pessoa comum. É preciso ter grandeza de espírito para reconhecer abertamente os seus próprios erros e relevar os erros de outros. Se levarmos isso para o nível das religiões, fica evidente que a religião TJ apenas segue o padrão.

      Você considera que ter culpa de sangue é um pecado mais grave do que mentir em nome de Deus, OLA? Você acha que é um pecado menor dizer, em NOME DE DEUS, que "esta geração não passará", sendo que Deus nunca havia dito isso? Quando o CG afirmou durante meio século que "esta geração não passaria", o conceito era que o espírito santo lhes havia orientado que essa era a interpretação correta das palavras de Jesus; portanto, foi uma MENTIRA em nome de Deus.

      A mentira é um pecado grave; os mentirosos, especialmente aqueles que mentem em NOME DE DEUS, não terão nenhum lugar no Reino de Deus, não importa que mintam com zelo. Se o zelo fosse uma desculpa aceitável para a mentira religiosa, os falsos profetas do Velho Testamento poderiam se livrar de culpa sob o argumento do zelo religiosa. Mas essa provisão nunca lhes esteve disponível. Comprovada a falsa profecia (ou mentira religiosa), a pena era a morte por apedrejamento. Enganam-se todos que acham que agora Deus lhes desculpará as mentiras religiosas sob a desculpa do zelo religioso, especialmente aqueles que mentem EM NOME DE DEUS, fazendo que o próprio Deus se passe por um mentiroso.

      Excluir
    4. E antecipando-me à sua provável resposta de que a mentira religiosa de que "a geração de 14 não passaria" é uma coisa do PASSADO, que Deus não chamará o CG às contas por causa dessa mentira, resta ainda saber se a atual interpretação do texto está correta, ou se não é igualmente outra MENTIRA RELIGIOSA. Em 1995, o Corpo disse que "geração" era o comportamento padrão das pessoas que viviam agora no tempo do fim. Esse conceito foi descartado em 2008; portanto, em 1995 apenas trocou uma mentira por outra. O conceito agora, adotado em 2008, é de que a "geração" se refere aos ungidos. Será que também não trocou uma mentira por outra?

      Se as duas interpretações anteriores eram mentiras religiosas, que garantia eu tenho de que a atual também não é?

      Excluir
  3. Realmente, a sua tréplica é muito previsível mesmo, ou seja, é típico de pessoas que estão obcecadas por tentar apontar os pequenos erros das testemunhas de Jeová com o fim de tentar CAMUFLAR OS GIGANTES CRIMES cometidos pelas igrejas que se dizem cristãs... Resumindo: eu apontei os crimes de MORTE praticados pelos cristãos de imitação, mas você fugiu COMPLETAMENTE desse assunto, o qual é o ponto fundamental de todo esse diálogo. OU SEJA: vocês que se opõem às testemunhas de Jeová tem uma dificuldade enorme em diferenciar MENTIR de MATAR! Vocês fazem questão de ignorar os assassinatos cometidos pela cristandade e pelo seu apoio ao nazismo, e ainda amplificam o erro inocente das testemunhas para parecer que nós teríamos mentido MALDOSAMENTE. Mas até mesmo nesse aspecto vocês estão errados: nós não mentimos. Nós apenas interpretamos mal umas passagens. Mas agora esse entendimento foi corrigido e não tem a menor lógica você se prender a um erro que já foi corrigido. Você está debatendo sobre algo que não existe mais. Tudo já foi refinado, inclusive a duras penas de quem tinha uma expectativa que não se cumpriu. Então chegou 1975 e nada aconteceu. Então bastou a eles se tocarem e se corrigirem. E foi o que as testemunhas de Jeová fizeram. Ninguém foi morto por causa disso. Agora me diga: e os MORTOS cruelmente nas inquisições e no nazismo ? Você acha justo que as religiões envolvidas nessas mortes CONTINUEM IMPUNES, como se nada tivesse acontecido ? A grande questão que marcou a história da humanidade foi o erro de cálculo das testemunhas de Jeová, então ?? Isso o que você está fazendo se resume a uma simples palavra: HIPOCRISIA! A mesma hipocrisia que era marca registrada dos fariseus, os quais preferiam IGNORAR OS MILAGRES MARAVILHOSOS que Jesus realizava e tentavam a todo custo achar motivos pra condena-lo e acusa-lo. O bem que ele fazia não importava em nada para os fariseus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não está dito em nenhum lugar da Bíblia que mentir é um pecado mais brando que assassinar. Aliás, nela há casos de assassinos que foram perdoados e de mentirosos que foram mortos diretamente por Deus. Veja os casos de Davi e do casal Ananias e Safira (e o caso deste casal nem era mentira religiosa).

      ...E neste versículo de Apocalipse assassinos e mentirosos são classificados como merecedores da mesma punição: a exclusão do favor divino.

      "Lá fora estão os cães, os que praticam ocultismo, os que praticam imoralidade sexual, os assassinos, os idólatras e todo aquele que ama e pratica a mentira" (Apocalipse 22:15).

      Quanto a se os erros em relação à palavra "geração" foram corrigidos, isso é uma afirmação que você não está em condições de fazer, nem mesmo o CG, pois a interpretação desta passagem, assim como de todas as outras, pode ser alterada a qualquer momento, talvez até na próxima A Sentinela a ser divulgada.

      E o mais importante, OLA, nem eu nem você devemos ficar na torcida para que essa ou aquela religião acerte as contas com Deus, pois isso nunca acontecerá. Deus não lida com religiões, mas com pessoas.

      Até mesmo segundo sua própria religião, as pessoas que morrem morrem para sempre ou serão ressuscitadas em um novo mundo. Segundo sua própria religião, quem morreu em ignorância receberá nova chance de mudar de proceder e essa interpretação pode beneficiar todos os que tiveram culpa de sangue nas cruzadas e durante o nazismo.

      Romanos 14:12 é claro: "Cada um de nós prestará contas de si mesmo a Deus".

      E se o dia de acerto de contas será breve, assim como diz o Corpo Governante, resta a "cada um de nós" esforçar-se para estar preparado e não ser encontrado como o joio da parábola de Jesus Cristo.

      E isso, OLA, vale também para cada um dos membros do Corpo Governante atual, que os líderes anteriores já assinaram a própria sentença, quer para a vida, quer para a morte.

      Grande abraço, OLA!

      Excluir
  4. Então ok....eu esperei até aqui pra ver se a sua postura mudaria, mas pelo visto é incorrigível: você quer a todo custo fazer com que a crença das testemunhas sobre 1975 seja classificada como MENTIRA. E ainda relativisa a tal ponto que quer classificar o assassinato como menos pior, com o absurdo objetivo de dizef que as testemunhas de Jeová são do mal por causa da contagem sobre 1975 enquanto que o derramamento de sangue praticado pelas religiões está tudo bem....MAS OS GRANDES CRIMINOSOS DA HISTÓRIA SÃO AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ E SEU 1975! UAL! QUE PONTO DE VISTA HONESTO ESSE SEU! Você falou sobre Davi, mas isso só favorece as TJ! O mesmo Deus que perdoou Davi, porque ele se arrependeu, também perdoou as testemunhas de Jeová por suas expectativas erradas! E detalhe: As testemunhas não mataram ninguém por causa de 1975! E quanto às mortes de inocentes praticadas na fogueira pela inquisição ? E o apoio nefasto dado pelos falsos cristãos aos governos assassinos djrante a história ?? Graças a Deus as testemunhas de Jeová não tem nada a ver com isso! E vocês NUNCA poderão apontar o dedo pra nós a fim de nos acusar sobre isso. A sua diversão será sempre cavucar na poeira do passado erros doutrinais que foram corrigidos e que não fazem mais parte da vida das tj. Seja feliz então!!

    ResponderExcluir
  5. A expectativa é inerente do Testo Sagrado, Quando Jesus veio já estava em em pauta que estamos no fim. Sabe porque 1000 dias pra Jeová ou Jesus ou as criaturas espirituais que são eternas e são atemporais não é nada. O planeta Terra sim tem tempos determinados pela rotação e translação, se 6000 anos é uma semana do ponto de vista tempo, para Jeová é em relação a Terra e fazem apenas dois dias que Jesus esteve aqui, e o homem vive apenas duas horas e meia em media. Todo mundo erra, mas as Testemunhas de Jeová não podem cometer esse erros de interpretação, realmente ninguém sabe quanto tempo Adão ficou sozinho no Éden, tinha função de Zoólogo e isso levava tempo. Essa são criticas absurda, mas a expectativa continua, vocês não querem compreender que o barco está com o fundo rompido, se levar mais 5, 10, ou 20 anos está perfeitamente dentro dos limites. A geração dos últimos 50 anos é a pior dos últimos tempos.

    ResponderExcluir
  6. Eu sou uma Testemunha de Jeová que vivenciou a época do ano 1975.
    Posso dizer a todos aqui, com propriedade, que quem instigou as Testemunhas de Jeová a acreditar que o fim viria em 1975 foi a Liderança das Testemunhas de Jeová, conhecida como Corpo Governante.
    Esse negócio de empurrar a responsabilidade, por esse fracasso profético, para as Testemunhas de Jeová individuais, é, no mínimo falta de Hombridade dessa liderança, e uma canalhice por parte deles.
    Eu, como Testemunha de Jeová, me sinto lesado por ouvir tamanha barbaridade por parte da liderança, em um congresso, onde a maioria das pessoas presentes não esteve presente naquela época.
    As Testemunhas de Jeová não têm permissão para discordar de seu "santo" Corpo Governante", com medo de serem punidas pelo próprio Jeová, mas, em meu caso, eu já percebi há anos que a liderança é composta apenas de pessoas comuns, que nada têm de santas ou especiais, e que, nas suas publicações, admitem que não são inspiradas por Deus.

    Quanto a alguns comentários que vi nessa matéria, sobre a culpa de sangue que as religiões têm pela morte de milhões de pessoas, em guerras ou na inquisição, de fato, isso é uma verdade.
    Mas as liderança das Testemunhas de Jeová também tem culpa de sangue pela morte de vários de seus fiéis, por quererem ocupar o trono de Cristo, e determinar o que é certo e o que é errado - argumentando que as suas decisões são baseadas na Bíblia....
    As testemunhas de Jeová não aceitam transfusões de sangue devido à interpretações que a liderança (Corpo Governante) faz da Bíblia. Já foi assim com transplantes de órgãos (eu vivi essa época, e me lembro de pessoas que preferiram morrer ao invés de aceitar um transplante, pois, naquela época, o Corpo Governante interpretava como sendo biblicamente errado).
    Mortes também ocorreram em paises como Malauí, na década de 1980, devido às interpretações malucas da liderança das Testemunhas de Jeová, relacionadas à neutralidade política - analisem o caso e verão que as interpretações dadas na época foram muito equivocadas.

    Por isso, a liderança das Testemunhas de Jeová, seu Corpo Governante, é tão culpado de sangue como as religiões que mataram nas cruzadas, na inquisição e em outras guerras, em nome de "deus".

    Quem são as Testemunhas de Jeová para apontar o dedo para as outras religiões, se elas são apenas mais do mesmo ??

    Eu, como Testemunha de Jeová, entendo que os erros da organização à qual sempre pertenci durante toda a minha vida, devem SIM ser apontados, assim como Jeová fazia no passado, com o seu povo escolhido.

    ResponderExcluir
  7. Eu sou Testemunha de Jeová, e vivi nesta época de 1975.
    Posso atestar a todos aqui que as expectativas existentes naquele ano, relativo a que o fim viria, foi criada pela Liderança das Testemunhas de Jeová, conhecida como Corpo Governante.
    Mais especificamente, as idéias de que o fim viria em 197 foi propagada pelo Sr Frederick Franz, que mais tarde tornou-se presidente da Watchtower.
    Portanto, o que foi apresentado nesse congresso, afirmando que as expectativas e especulações sobre o ano de 1975 foram de responsabilidade das Testemunhas de Jeová individuais, é uma MENTIRA !!
    Eu, como Testemunha de Jeová, não tenho medo algum de afirmar que o Corpo Governante está errado nesse sentido, pois o meu compromisso é com a VERDADE.
    O Corpo Governante das Testemunhas de Jeová já afirmou várias vezes que não é inspirado por Deus, portanto, está sujeito a erros. Desta forma, também não devemos, como Testemunhas de Jeová, obedecer a Homens antes de a Deus.
    A função que o Corpo governante ocupa deve ser de apenas orientar, não de legislar. O juiz designado por Jeová é Jesus, não o Corpo Governante.
    Por isso que não tenho receio nenhum de os contrariar, pois são apenas homens, assim como eu sou.

    Quanto à culpa de sangue que outras religiões têm, por instigarem ou participarem em guerras e inquisições, isso é repreensível.
    Mas as Testemunhas de Jeová também têm a sua parcela de culpa nisso.
    Infelizmente, muitos de meus irmãos, por seguirem os ditames do Corpo Governante, ao invés de suas consciências, morreram por negarem transplantes de órgãos (que já foi proibido pelo Corpo Governante no passado), transfusões de sangue (ainda proibidos - não sei até quando), e casos como o que aconteceu no Malauí na década de 1980.
    Hoje, o Corpo Governante instiga os fiéis Testemunhas de Jeová a não ter convivência com familiares que deixaram a religião, mesmo sendo pais, filhos ou netos. Isso não está escrito na Bíblia, são interpretações deles.

    Finalmente, está escrito na Bíblia que devemos obedecer a Deus como governante antes que aos homens. E Jesus disse para que seus seguidores nunca fossem governantes uns sobre os outros.
    Por que, então, a liderança das Testemunhas de jeová insiste em ser Governante ?
    Isso é o mesmo que usurpar o trono de Cristo.

    ResponderExcluir
  8. Saudações!
    Parabéns Lourisvaldo pela excelente matéria. Eu conheço pessoas que viveram naquela epoca e TODOS SABEM que foi a liderança através das páginas impressas das publicações da Torre de Vigia que tal profecia falsa foi divulgada.
    O que acontece é que as Testemunhas de Jeová não são questionadoras e o que a liderança diz é aceita como uma ordem do Próprio Jeová que está dirigindo seu povo atráves do Corpo Governante.
    Basta você olhar mais atentamente para os mais idosos, que achavam que o fim viria não só em 1975, mas também através da Geração de 1914 que não passaria e o tal fim do sistema de coisas. Estes idosos vão morrer frustrados com as expectativas que não se cumpriram e hoje estão num dilema terrível que é admitir que basearam todos seus recursos, tempo e esperanças numa seita apocaliptica americana em Decadência.
    ABraços -
    NEO MATRIX!

    ResponderExcluir