Indianápolis (EUA): 5,5 milhões de dólares arrecadados de congregações locais para a construção de um Salão de Assembleia serão desviados para a obra mundial de construção de salões do reino; algumas Testemunhas sentiram-se lesadas <=> União Europeia proíbe Testemunhas de fazerem a sistemática coleta de dados com o uso do formulário conhecido como "Registro de casa em casa"<=> Parlamento português recusa-se por unanimidade deliberar sobre petição popular que pedia o banimento das Testemunhas de Jeová <=> Anunciado, no betel americano, neste 24 de janeiro, o nome de Kenneth Cook como novo membro do Corpo Governante <=> Chega ao fim o caso Jose Lopes, na Califórnia; a Torre de Vigia fez acordo financeiro com a vítima e a acusação foi retirada <=> Acesse http://www.ajwrb-brazil.net/ e saiba tudo sobre a política do sangue

sábado, 21 de outubro de 2017

O Dilúvio de Noé – Foi global ou local? A resposta de Gênesis

Em dois artigos anteriores, postados aqui e aqui, ficou definitivamente provado que jamais houve um dilúvio global, tal como descreve a Bíblia nos capítulos 6-8 de Gênesis.  Em razão das evidências que são difundidas mais e mais, à medida que aumenta o conhecimento humano sobre o povoamento do planeta, a constatação de que há espécies endêmicas, e diversos outros fatores, tal como a falta de água suficiente para cobrir todos os mais altos montes do planeta Terra e a ausência de vestígios geológicos de um dilúvio global, mais e mais pessoas fazem uma releitura de Gênesis e afirmam que o relato bíblico pode referir-se apenas a um dilúvio local.

sábado, 14 de outubro de 2017

O Dilúvio Global de Noé - parte II

Este artigo é uma resposta a uma série de artigos publicados na página Desperta, de Carlos Fernandes. Originalmente postado em parte única no blog ateismorefutado, de Lucas Banzoli, ele visa provar que o dilúvio global de Noé ocorreu de fato, e recorre à ciência para prová-lo. É nesta parte que decidi refutar algumas afirmações. Veja os artigos tais como publicados na página Desperta: parte I, parte II,parte III, parte IV, parte V e parte VI.

Não pretendo aqui contestar cada afirmação de que discordei, algumas por considerar insignificantes, e outras, por não ter domínio suficiente do assunto para fazer afirmações seguras.